9 métodos para estudar e memorizar:

Cada pessoa tem um método preferido de fixação de conteúdo. Algumas são mais visuais e preferem assistir a videoaulas. Há também aqueles que gostam do bom e velho papel e caneta. Para todas essas pessoas, existem boas formas de memorizar e absorver o que se aprendeu. A dica é mesclar todos esses métodos de estudo e desenvolver suas próprias práticas de memorização. Confira abaixo algumas dicas:

 

  1. Faça uma leitura inteligente

Quando for ler algum livro ou apostila, certifique-se de que você está concentrado. Você pode fazer uma primeira leitura dinâmica para absorver as ideias principais do texto e do tema abordado. Depois, releia de forma mais cuidadosa para dar importância às informações mais relevantes. Outra boa dica é ler em voz alta. Esse processo facilita a memorização do conteúdo estudado e é recomendado por muitos especialistas como uma boa prática de aprendizagem.

 

  1. Use marcações e anotações

Se você tiver um texto em papel, uma das técnicas que podem ser utilizadas é fazer marcações nos tópicos principais e em palavras-chave do texto. Dessa forma, conseguirá encontrar as principais informações em segundos e ter uma melhor memorização do que foi estudado. Outra estratégia é anotar, com as suas próprias palavras, os principais pontos abordados por um capítulo de livro ou texto.

 

  1. Elabore resumos e esquemas

Os resumos estão mais ligados às anotações. Depois de aprender algum assunto, seja presencial, por meio da internet ou com a leitura de textos, você pode escrever tudo o que absorveu do conteúdo. No caso dos esquemas, eles funcionam melhor para as pessoas mais visuais. Gráficos, fluxogramas, mapas mentais: todos esses materiais são importantes para fixar informações a longo prazo e podem ser utilizados para memorizar conteúdos para o concurso público desejado.

 

  1. Debates

Uma boa forma de aprender é com a realização de discussões e debates. Você pode fazer isso com seus amigos. Reúna um determinado número de pessoas e peça para cada uma elaborar alguma aula ou uma explicação sobre algum assunto. Ao final, algumas perguntas podem ser feitas tanto para quem ensinou quanto para os outros participantes. Essas perguntas e exposições podem ser poderosas ferramentas para a memorização de conteúdo.

 

  1. Converse consigo mesmo

Calma, eu sei que você pode ter medo de que as pessoas te achem louco. Mas falar em voz alta e com as próprias palavras o que você acabou de aprender ajuda a memorizar as informações. Se você quiser, pode até convidar um amigo para dar uma aula. Diferentemente da aula em grupo, aqui a exposição é muito menor. Se você manja de algum assunto, faça uma exposição verbal da matéria para seu amigo. De quebra, você acaba ajudando as pessoas que possuem dificuldade em alguns temas.

 

  1. Assista videoaulas

Videoaulas são essenciais para estudar e dar fluidez nos seus estudos, e uma ótima solução para fixar o conteúdo. Além das videoaulas pagas, aqui no Aprova, existem diversos vídeos gratuitos no YouTube especializados em conteúdo educacional. Seja qual for o assunto, você com certeza vai encontrar um vídeo de um professor com a explicação do conteúdo. Alguns, inclusive, possuem animações e podem ajudar na compreensão da matéria estudada.

 

  1. Escute podcasts

O podcast é uma mídia extremamente popular nos Estados Unidos e recentemente ganhou grande força no Brasil. Um dos principais divulgadores da mídia no país foi o Spotify. Lá, você encontra diversos programas de áudio de variados assuntos, de ciência a história e política. É um terreno muito rico a ser explorado, principalmente para te ajudar a ficar informado sobre os assuntos mais importantes para se dar bem na dissertativa de um concurso público, por exemplo.

 

  1. Audiobooks

Essa dica é para aqueles que são auditivos – ou seja, absorvem melhor a informação por meio da audição. Se você gosta desse tipo de mídia, vale a pena investir em um livro narrado por uma voz humana. Existem serviços, inclusive, que vendem pacotes de assinatura para acesso a esse tipo de material.

 

  1. Revise

Por fim, e não menos importante, revise. Independentemente do método que você adotar, é fundamental fazer uma revisão do conteúdo aprendido periodicamente. Isso vai fazer com que ele não se perca na memória de curto prazo e seja esquecido. A técnica de revisão também possibilita que você faça conexões entre vários assuntos, o que é importante na hora de fazer um texto dissertativo-argumentativo, por exemplo.

 

Com informações do Acorda Cidade

Deixe seu comentário