CONCURSO AUTORIZADO: PC MT – 900 vagas para Investigador

A oferta deverá ser de 900 vagas no cargo de investigador com salário de R$ 4,7 mil. O certame já está autorizado e o edital deve sair me breve.

Saiba mais sobre o concurso PC MT

A Secretaria de Segurança Pública do Mato Grosso informou que o concurso, já autorizado pelo  ex-governador, Pedro Taques, está sendo preparado e o processo de abertura encontra-se na gerência de Planejamento de Pessoal da Secretaria de Estado de Gestão.

Os diretores da Polícia Civil do Mato Grosso (PC MT) se reuniram com o secretário de Segurança Pública, Gustavo Garcia Francisco, e o ex-governador de Mato Grosso para apresentar breve balanço das atividades desenvolvidas pelo órgão nos últimos anos. No encontro, foi levantada a necessidade de reposição do efetivo diante do número de profissionais aptos a se aposentar (150), além de mais de 100 que já se aposentaram.

Conheça os requisitos e atribuições do concurso PC MT

Para concorrer será necessário possuir nível superior completo e carteira de habilitação na categoria B, C ou D. O salário inicial deverá ser de R$ 4.741,59.

O cargo de Investigador terá missão de:

  • proceder à coleta e análise de dados, informações e conhecimento de interesse da investigação policial, em assessoria e sob designação da autoridade policial;
  • proceder, na ausência da autoridade policial, os devidos encaminhamentos aos procedimentos policiais nas tarefas que não 4 forem privativas da autoridade policial;
  • assinar por ordem, documentos que não sejam privativos da autoridade policial, dispostos em instrução normativa do Conselho Superior de Polícia;
  • proceder, mediante determinação expressa da autoridade policial, às diligências e investigações policiais com o fim de coletar provas para a elucidação de infrações penais e respectivas autorias, estabelecer causas e circunstancias, visando à instrução dos procedimentos legais, emitindo relatório circunstanciado dos atos realizados;
  • realizar intimações e notificações;
  • assessorar estudos para a execução de projetos de organização e reorganização na área policial;
  • efetuar prisões em flagrante e arrecadar instrumentos relacionados à prática de infrações penais, de acordo com as disposições legais;
  • cumprir mandados judiciais de prisão, de busca e apreensão, de sequestro de bens entre outros; entre outras tarefas.

Deixe seu comentário