Concurso Metrô SP: edital publicado com 50 oportunidades

Mais um certame com edital publicado! O concurso Metrô SP abrirá suas inscrições no dia 30 de setembro de 2019 para 50 vagas. As oportunidades são para o cargo de Analista de Desenvolvimento e Gestão Júnior em diversas áreas, além de Enfermeiro do Trabalho e Médico do Trabalho.

Concurso do Metrô SP 2019

Confira abaixo, os requisitos para cada cargo, assim como, a remuneração e o número de vagas:

 

Analista Desenvolvimento Gestão Júnior – Administração de Empresas

Requisitos:
– Diploma ou certificado de conclusão de curso de graduação de ensino superior, bacharelado em Administração de Empresas, mas precisa ser expedido por instituição de ensino reconhecida pelo MEC.
-Registro profissional e comprovante de regularidade no respectivo conselho de classe.

Salário: R$ 5.377,59

Vagas: 30

 

Analista Desenvolvimento Gestão Júnior –Ciências Contábeis

Requisitos: 
-Diploma ou certificado de conclusão de curso de graduação, bacharelado em Ciências Contábeis, mas precisa ser expedido por instituição de ensino reconhecida pelo MEC.
-Registro profissional e comprovante de regularidade junto ao respectivo conselho de classe

Salário: R$ 5.377,59

Vagas: 10

 

Analista Desenvolvimento Gestão Júnior – Ciências da Computação

Requisitos:
-Diploma ou certificado de conclusão de curso de graduação, bacharelado ou tecnologia, mas com carga mínima de 2.000 horas, em Ciências da Computação ou equivalente, expedido por instituição de ensino reconhecida pelo MEC.

Salário: R$ 5.377,59

Vagas: 05

 

Analista Desenvolvimento Gestão Júnior – Design Gráfico

Requisitos:
-Diploma ou certificado de conclusão de curso de graduação, bacharelado ou tecnologia, mas com carga mínima de 1.600 horas, em Design Gráfico, expedido por instituição de ensino reconhecida pelo MEC.

Salário: R$ 5.377,59

Vagas: 01

 

Analista Desenvolvimento Gestão Júnior – Psicologia

Requisitos:
-Diploma ou certificado de conclusão de curso de graduação, bacharelado em Psicologia, mas precisa ser expedido por instituição de ensino reconhecida pelo MEC.
-Registro profissional e comprovante de regularidade no respectivo Conselho de classe.

Salário: R$ 5.377,59

Vagas: 02

 

Enfermeiro do Trabalho

Requisitos:
-Diploma ou certificado de conclusão de curso de graduação, bacharelado em Enfermagem, mas precisa ser expedido por instituição de ensino reconhecida pelo MEC.
-Certificado de conclusão de curso de especialização em Enfermagem do Trabalho, em nível de pós-graduação, ministrado por instituição que mantenha curso de graduação em enfermagem e reconhecida pelo MEC.
-Registro profissional e comprovante de regularidade no respectivo conselho de classe.
– Além de comprovação de experiência profissional (mínimo 06 meses).

Salário: R$ 8.966,15

Vagas: 01

 

Médico do Trabalho

Requisitos:
-Diploma ou certificado de conclusão de curso de graduação, bacharelado em Medicina, mas precisa ser expedido por instituição de ensino reconhecida pelo MEC.
-Certificado de conclusão de curso de especialização em Medicina do Trabalho, em nível de pós-graduação, ou certificado de residência médica em área de concentração em saúde do trabalhador ou denominação equivalente, reconhecida pela Comissão Nacional de Residência Médica, do MEC, ambos ministrados por instituição que mantenha curso de graduação em Medicina.
-Registro profissional e da especialidade, bem como comprovante de regularidade no respectivo conselho de classe.
– Além de comprovação de experiência profissional (mínimo 06 meses).

Salário: R$ 8.966,15

Vagas: 01

Etapas do concurso

As inscrições serão abertas no dia 30/09 e seguirão até 23 de outubro de 2019. Todos o processo para se inscrever será realizado pelo site da organizadora, a Fundação Carlos Chagas (FCC) e o valor da taxa é de R$ 90.

Os candidatos passarão por prova objetiva, agendada para o dia 08 de dezembro de 2019. Serão 60 questões de múltipla escolha, sendo 30 de conhecimentos básicos e as outras 30 de conhecimentos específicos. A parte de conhecimentos básicos contará com as seguintes disciplinas: Língua Portuguesa, Matemática, Raciocínio Lógico-Matemático e Inglês (apenas para os analistas).

Mas para se tornar apto, será preciso garantir no mínimo 40% de acertos em cada uma das partes: conhecimentos básicos e específicos.

Deixe seu comentário